Facebook Camera, Instagram e o sucesso dos aplicativos de foto

25/05/2012 | Coluna: Caiu na rede, é meme

Instagram é usado por 40 milhões de pessoas em todo o mundo

Instagram é usado por 40 milhões de pessoas em todo o mundo

As redes sociais estão fazendo parte, cada vez mais, da vida das pessoas. É como se não houvesse mais vida sem Facebook, ou Twitter. Se você não tem um perfil, não tem personalidade, ninguém te conhece. Para reafirmar ainda mais a personalidade diante das redes sociais, a imagem está ganhando destaque. E, além disso, imagens com um toque retrô.

Isso mesmo, aquelas câmeras antigas, com problema de foco, manchas vermelhas por conta dos raios solares, distorção das cores, todas essas características voltaram, mas, dessa vez, de propósito. Isso começou graças ao aplicativo Instagram que, no começo, era comercializado apenas aos amantes da Apple. Hoje em dia, o Instagram já foi liberado também aos Android.

Funciona assim: a pessoa tira uma foto com a câmera do celular ou tablet e aplica um filtro, que dá um toque especial retrô às imagens. Depois, posta a foto no mural do Facebook, ou Twitter, ou Foursquare com alguma legenda. Todos os amigos da pessoa podem ver a foto, comentarem e “curtirem”.

Entrando na onda do Instagram, essa semana, Mark Zuckerberg anunciou o novo aplicativo do Facebook, o Facebook Camera, depois de dois meses do anúncio da compra do Instagram por um bilhão de dólares. Pode parecer estranho lançar aplicativos parecidos, mas se levarmos em conta que o Instagram possui 40 milhões de usuários contra os 900 milhões do Facebook, então há uma grande parcela de usuários que não utilizam o Instagram e agora com este novo aplicativo do Facebook, poderão começar a tirar fotos com filtros.

Toda a febre dos aplicativos de foto com efeito retrô tem um nome: nostalgia. Será uma forma de resgatar certas características que se perderam em meio a grande evolução dos pixels? Talvez seja uma maneira de recriar o sentimento nostálgico ao abrir um álbum de fotos velho e desfocado. Ou somente uma moda passageira onde um faz o que o outro está fazendo, porque simplesmente é legal, sem nenhum outro motivo forte.


Tags: instagram, facebook camera, fotografia

Luana Costa

Jornalista, que aderiu ao estilo de vida de Web Writer. Antenada no mundo da tecnologia, mas com um gosto cultural particularmente retrô. Usa a frase do autor norte-americano Bill Watterson - salve Calvin e Haroldo! - para se definir: "Pessoa simples, de gostos complexos."

http://www.facebook.com/luanaccosta

Comentários

Avaliação dos Internautas

Para enviar sua avaliação, você precisa registrar-se no Facebook e utilizar o aplicativo do PeruiBest. Obs: o PeruiBest não tem acesso e não salva sua senha do Facebook.