Peruíbe ganha escola indígena

19/04/2012 | Editoria: Cidades

Decreto assinado hoje prevê criação de 3 escolas na baixada santista. Comunidade indígena também ganhará livro de alfabetização em guarani.

Uma escola indígena será instalada na Aldeia Nhamandu, em Peruíbe, conforme decreto assinado hoje (19) pelo governador estadual de São Paulo, Geraldo Alckmin.

O  objetivo é que a escola possa garantir a preservação da cultura indígena. "A necessidade de construção de escolas indígenas nos territórios das aldeias garante aos indígenas a preservação de sua organização social e de seus costumes, línguas, crenças e tradições", explica o secretário da Educação do Estado de São Paulo, professor Herman Voorwald.

Segundo o professor, "a escola indígena deve ser comunitária, intercultural, bilíngue ou multilíngue, específica e diferenciada para assegurar o respeito à diversidade étnica e cultural”.

Além da peruibense Tekoa Mirim, também as aldeias Nhamandu, na cidade de Praia Grande e Tangará, em Itanhaém, devem ganhar escolas voltadas para atender às necessidades culturais indígenas.

Livro

Até o final desse ano, os alunos indígenas da rede estadual de ensino passarão a contar com um livro de alfabetização em guarani, feito pelos próprios índios e com supervisão de um linguista especializado.

O material deverá ser usado nas 16 escolas estaduais de origem guarani existentes hoje no Estado.

Com informações da Tribuna.


Tags: escola indígena, índio, livro, cartilha, guarani

Audrey Bertho

Jornalista, apaixonada por todas as expressões da arte (com uma quedinha para a música) e antenada com o mundo tecnológico. Adora R.E.M, ipês amarelos, happy hours estendidos e ainda tem esperança no ser humano e em um mundo melhor.

http://flavors.me/adybertho

Comentários

Avaliação dos Internautas

Para enviar sua avaliação, você precisa registrar-se no Facebook e utilizar o aplicativo do PeruiBest. Obs: o PeruiBest não tem acesso e não salva sua senha do Facebook.